O homem da moral e o homem da etica em Lavoura Arcaica



Título del documento: O homem da moral e o homem da etica em Lavoura Arcaica
Revue: Psicologia argumento
Base de datos: CLASE
Número de sistema: 000353399
ISSN: 0103-7013
Autores:
Año:
Periodo: Abr-Jun
Volumen: 30
Número: 69
Paginación: 317-325
País: Brasil
Idioma: Portugués
Tipo de documento: Artículo
Enfoque: Analítico
Resumen en inglés This paper aims to analyze some aspects of the book Lavoura Arcaica, written by Raduan Nassar, published in 1975 and since then translated into Spanish, German, and French. This book is considered his masterpiece and has generated considerable literary critical interest because of its innovative character, marked by a confessional discourse that is imposed onto his readers, inviting them into a trip throughout the most intimate and profound aspects of human existence. This work concerns the complex construction of social identity and alterity by its characters. We analyze how assumed identity is broken down by André’s character along the course of the novel and how this pushes him to defend his own alterity – a movement that causes division and rupture of naturalized values within his family. However, by putting “the boundaries of the farm” into question, André comes into constant rhetorical clash with his father Yohama, who may represent, in Sueli Rolnik’s point of view, the meeting of the man of morals and the man of ethics
Resumen en portugués Este artigo visa a analisar alguns aspectos do livro Lavoura Arcaica, escrito por Raduan Nassar, publicado em 1975 e posteriormente traduzido para o espanhol, alemão e francês. Esse livro é considerado sua obra-prima e gerou considerável interesse dos críticos literários graças ao seu caráter inovador, marcado por um discurso confessional que é imposto aos seus leitores, convidando-os a uma viagem aos aspectos mais íntimos e profundos da existência humana. Nesta medida, este trabalho diz respeito à complexa construção da identidade social e alteridade nos personagens envolvidos. Analisamos como a identidade pressuposta é quebrada pelo personagem André ao longo do romance e como ela o impulsiona a defender a sua própria alteridade – um movimento que provoca a divisão e a ruptura de valores naturalizados no seio da família. No entanto, ao questionar “os limites da fazenda”, André entra em um constante embate retórico com seu pai Yohama, o que pode representar, no ponto de vista de Sueli Rolnik, o encontro do homem da moral e o homem da ética
Disciplinas: Filosofía
Palabras clave: Etica,
Alteridad,
Lavoura arcaica,
Moral,
Hombre,
Identidad social,
Nassar, Raduan
Texte intégral: Texto completo (Ver PDF)