Percepção de educadores infantis sobre educação alimentar e nutricional



Título del documento: Percepção de educadores infantis sobre educação alimentar e nutricional
Revue: Ciencia & educacao (Bauru)
Base de datos: CLASE
Número de sistema: 000475639
ISSN: 0121-8417
Autores: 1
2
Instituciones: 1Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. Brasil
2Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Nova Iguacu, Rio de Janeiro. Brasil
Año:
Volumen: 25
Número: 1
Paginación: 131-144
País: Brasil
Idioma: Portugués
Tipo de documento: Artículo
Enfoque: Analítico, descriptivo
Resumen en inglés The objective of this paper is to address the perceptions about feeding and nutrition of educators in children’s education in the city of Água Boa, Minas Gerais, following a qualitative approach and based on the theory of social representations. All educators are female, and 86% of them have completed higher education. They consider food and nutritional education (EAN) important for the promotion of healthy eating habits among children. Their knowledge about EAN is based on the biological aspects of food, while cultural, social and educators do not recognize psychological aspects. The conclusion is that work needs to be carried out with this group on the existence of other dimensions of EAN, through the valuing of food culture and the local food production system. It is necessary to encourage the participation of these educators in the school community, as well as to work on the theme of EAN in a transversal manner
Resumen en portugués Este trabalho tem por objetivo conhecer a percepção sobre educação alimentar e nutricional dos educadores da educação infantil do município de Água Boa, Minas Gerais, a partir de uma abordagem qualitativa, embasada na Teoria das representações sociais. Todos os educadores são do sexo feminino e 86% possuem ensino superior completo. Estes consideram a educação alimentar e nutricional (EAN) importante para a promoção de hábitos alimentares saudáveis das crianças. Seus saberes sobre EAN estão pautados nos aspectos biológicos da alimentação, enquanto os aspectos culturais, sociais e psicológicos da alimentação não são reconhecidos pelos educadores. Conclui-se ser necessário realizar atividades pedagógicas e educativas com este grupo a respeito da existência das demais dimensões da EAN, com valorização da cultura alimentar e do sistema de produção de alimentos locais. É preciso incentivo para participação destes educadores no colegiado escolar, bem como para trabalhar a temática da EAN de forma transversal
Disciplinas: Medicina,
Educación
Palabras clave: Metabolismo y nutrición,
Educación preescolar,
Educacion nutricional,
Hábitos alimenticios,
Niños,
Representación social,
Docentes,
Brasil
Texte intégral: Texto completo (Ver PDF)