A noção tradicional de “Vorstellung” segundo as “Investigações filosóficas” de Ludwig Wittgenstein



Document title: A noção tradicional de “Vorstellung” segundo as “Investigações filosóficas” de Ludwig Wittgenstein
Journal: Kinesis (Marilia)
Database: CLASE
System number: 000410662
ISSN: 1984-8900
Authors: 1
Institutions: 1Universidade Federal do Espirito Santo, Vitoria, Espirito Santo. Brasil
Year:
Season: Nov
Volumen: 5
Number: 10
Pages: 30-46
Country: Brasil
Language: Portugués
Document type: Artículo
Approach: Analítico
English abstract The aim of this paper is to expose the critical argument of Ludwig Wittgenstein - present in the Philosophical Investigations (1952) - to the traditional concept of representation [Vorstellung] and, in the same way, to show the paradoxes of this conception. For obtain this intend, we will explain firstly the characteristics of the traditional notion of representation, mainly in the modern philosophies. In the second moment of this paper, we will demonstrate the Wittgenstein’s critic to the classical conception of meaning [Bedeutung], for the reason that is this critic than will be founded the Wittgenstein’s considerations to the notion of representation, like we will show in the third moment of the work. In the end, we will realize some considerations about the Wittgenstein argument against the traditional concept of representation and, subsequent to this; we will appointed the elemental characteristics of the argument wittgensteinian
Portuguese abstract O objetivo do presente trabalho é expor as considerações que Ludwig Wittgenstein proferiu, em suas Investigações Filosóficas (1952), contra o conceito tradicional de representação [Vorstellung] mostrando, concomitantemente, os paradoxos provenientes de tal concepção. A fim de atingir esse objetivo, serão primeiramente expostas as características da noção tradicional de representação presente, sobretudo, nas principais correntes da filosofia moderna. No segundo momento, por sua vez, será apresentada à crítica de Wittgenstein a concepção tradicional de significado, visto que é dessa crítica que o filósofo austríaco fundamenta as suas considerações contrárias à noção tradicional de representação, problema central do artigo. As considerações críticas do filósofo à noção de representação serão pormenorizadas no terceiro momento do artigo. Ao fim, serão realizados alguns apontamentos sobre a crítica de Wittgenstein à representação e serão ressaltadas suas principais características para que, com isso, se possa obter uma melhor visão do conjunto argumentativo do filósofo
Disciplines: Filosofía
Keyword: Historia de la filosofía,
Doctrinas y corrientes filosóficas,
Filosofía del lenguaje,
Filosofía analítica,
Textos filosóficos,
"Investigaciones filosóficas",
Wittgenstein, Ludwig,
Semántica,
Juegos del lenguaje,
Representación,
Representación
Full text: Texto completo (Ver PDF)