As eleições na Guiné-Bissau e o futuro próximo



Document title: As eleições na Guiné-Bissau e o futuro próximo
Journal: Conjuntura austral
Database: CLASE
System number: 000363753
ISSN: 2178-8839
Authors: 1
Institutions: 1Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituto Latino-Americano de Estudos Avancados, Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Brasil
Year:
Season: Ago-Sep
Volumen: 1
Number: 1
Pages: 4-12
Country: Brasil
Language: Portugués
Document type: Artículo
Approach: Analítico, descriptivo
English abstract The mere fact that elections in Guinea-Bissau, held on the 26th of July, finished in a peaceful manner, is in itself a victory of the Guinean people. The immediate previous period was marked by a series of political assassinations, including that of General Batista Tagme Na Waie and President João Bernardo Vieira (the night of March 2) that put into question (yet again) the country's democracy. Thus, the very acceptance of defeat by the candidate Kumba Yala (or simply Ialá) - a volatile political figure and former president between 2000 and 2003 - in the face of the victory of Malam Bacai Sanha (supported by PAICG) with 63.31% of the votes is cause for optimism in the international community. The new president, who takes office on September 8, 2009, chose the reformist Carlos Gomes Junior as his prime minister
Portuguese abstract O simples fato de as eleições na Guiné-Bissau, realizadas em 26 de julho passado, se encerrarem de forma pacífica, por si só já é uma vitória do povo guineense. O imediato período anterior foi marcado por uma série de assassinatos políticos, incluindo o do General Batista Tagme Na Waie e do presidente, João Bernardo Vieira (noite de 2 de Março) que puseram em xeque (mais uma vez) a democracia no país. Assim, a própria aceitação da derrota, por parte do candidato Kumba Yala (ou simplesmente Ialá) – figura política volátil, ex-presidente entre 2000 e 2003 – da vitória do candidato Malam Bacai Sanha (apoiado pelo PAICG), com 63,31% dos votos, é motivo de otimismo na comunidade internacional. O novo presidente, que tomará posse em 8 de setembro de 2009, escolheu o reformista Carlos Gomes Júnior como seu primeiro-ministro
Disciplines: Relaciones internacionales
Keyword: Política internacional,
Guinea Bissau,
Elecciones,
Sistema político,
Actores políticos
Full text: Texto completo (Ver HTML)