Análise fatorial confirmatória das três versões da Perceived Stress Scale (PSS): um estudo populacional



Título del documento: Análise fatorial confirmatória das três versões da Perceived Stress Scale (PSS): um estudo populacional
Revue: Psicologia: Reflexao e critica
Base de datos: CLASE
Número de sistema: 000435007
ISSN: 0102-7972
Autores: 1
Instituciones: 1Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, Sergipe. Brasil
Año:
Periodo: Ene-Mar
Volumen: 28
Número: 1
Paginación: 21-30
País: Brasil
Idioma: Portugués
Tipo de documento: Artículo
Enfoque: Aplicado
Resumen en inglés This study aimed to perform a confirmatory factor analysis of the Perceived Stress Scale (PSS) in the Brazilian versions of 14, 10, 4 items; to analyze their concurrent validity with the General Health Questionnaire (GHQ-12); to map the profile of the stress in a representative sampling; and to establish stress assessment parameters by the standardization of the scores from overall population. The sample was population-based by conglomerate designs and clusters tracts. Thus, 1,154 inhabitants from a capital city of a northeastern state of Brazil participated in the study, mostly female (55.6%), with high school degree (51.7%), employed (72.7%), and nonsmokers (90.6%). The average income and age were BRL 1,200.00 and 29 years old, respectively. By the end, it was found satisfactory adjustments for the three PSS versions but just in its two-factor model; the PSS with 10 items was shown as a harmonious solution between the full and reduced scales considering the relationship between parsimony and statistical robustness of the scale. Furthermore, the PSS ratified its concurrent validity with the GHQ-12. It was also made the scores normalization of the PSS setting up parameters for future comparisons
Resumen en portugués Este estudo teve como objetivos realizar a análise fatorial confirmatória da Escala de Estresse Percebido (Perceived Stress Scale - PSS), nas versões traduzidas de 14, 10 e 4 itens; analisar sua validade concorrente com o Questionário de Saúde Geral (QSG-12); mapear o perfil do estresse em uma amostra representativa da população; e estabelecer parâmetros de avaliação do estresse por meio da normatização dos escores da população total. A amostragem foi de base populacional, em formato de conglomerado por setores censitários. Participaram 1.154 habitantes de uma capital do Nordeste brasileiro, sendo a maioria do sexo feminino (55,6%), com nível de escolaridade em ensino médio (51,7%), empregados (72,7%) e não tabagistas (90,6%). As medianas de renda e idade ficaram em R$ 1.200,00 e 29 anos. Ao final, constatou-se que houve ajustes satisfatórios para as três versões da PSS apenas em seu modelo bifatorial e a escala com 10 itens se mostrou uma solução harmônica entre as versões completa e mais reduzida, considerando-se a relação entre a parcimônia na quantidade de itens e a robustez estatística deste instrumento. Ademais, a PSS ratificou sua validade concorrente com o QSG-12 e foi feita a normatização dos escores da PSS, estabelecendo-se parâmetros para comparação em futuros estudos
Disciplinas: Psicología
Palabras clave: Psicometría,
Psicología clínica,
Brasil,
Análisis factorial confirmatorio,
Estrés,
Validación de escalas,
Perceived Stress Scale,
Confiabilidad
Texte intégral: Texto completo (Ver HTML)