Eu só posso escrever sobre "mim" mesmo



Título del documento: Eu só posso escrever sobre "mim" mesmo
Revue: Outra travessia
Base de datos: CLASE
Número de sistema: 000389877
ISSN: 1807-5002
Autores: 1
Instituciones: 1Universidade Federal de Santa Catarina, Florianopolis, Santa Catarina. Brasil
Año:
Periodo: Jul-Dic
Número: 14
Paginación: 157-171
País: Brasil
Idioma: Portugués
Tipo de documento: Artículo
Enfoque: Analítico
Resumen en portugués Este artigo tem o objetivo de refletir sobre narrativas que são um híbrido entre ficção e realidade, sendo impossível apontar onde se inicia e se finaliza estas imbricações. O filho eterno, de Cristovão Tezza, é um exemplo desta escrita de “si” na contemporaneidade. Narrativas que recorrem a traços biográficos problematizam as estratégias de representação. O que parece apontar para uma confissão revela uma polifonia de inúmeras encenações de lugares e funções de personagens e sujeitos que refletem as estratégias de parte da literatura contemporânea
Disciplinas: Literatura y lingüística
Palabras clave: Novela,
Brasil,
"O filho eterno",
Tezza, Cristovao,
Ficción,
Realidad,
Autobiografía
Texte intégral: Texto completo (Ver HTML)