O brincar e o espaco potencial no ambiente virtual



Título del documento: O brincar e o espaco potencial no ambiente virtual
Revue: Agora (Rio de Janeiro)
Base de datos: CLASE
Número de sistema: 000472187
ISSN: 1516-1498
Autores: 1
1
Instituciones: 1Universidade de Brasilia, Instituto de Psicologia, Brasilia, Distrito Federal. Brasil
Año:
Periodo: Ene-Abr
Volumen: 21
Número: 1
Paginación: 71-82
País: Brasil
Idioma: Portugués
Tipo de documento: Artículo
Enfoque: Aplicado, analítico
Resumen en español Este artigo analisa os impactos subjetivos advindos das novas formas de interação permitidas pelos avanços tecnológicos no campo virtual. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com seis participantes adultos que possuíam um personagem em jogos online com um complexo mundo virtual. A estratégia metodológica para análise das entrevistas seguiu a análise temática do seu conteúdo e interpretações psicanalíticas winicottianas. Pôde-se constatar que a atividade criativa inserida nesses jogos permite uma interação particular entre o sujeito e o personagem pertencente ao universo virtual, se estabelecendo como potência para a constituição de um espaço potencial e para a emergência de novos processos de subjetivação
Resumen en inglés This article analyzes the subjective impacts from new forms of interaction allowed by technological advances in the field of virtuality. Semi-structured interviews were conducted with six adults participants who had a character in online games with a complex virtual world. The methodology for the analysis of the interviews followed the thematic analysis of its content and winicottian psychoanalytic interpretations. It was found that creative activity inserted in these games allows a particular interaction between the subject and the character belonging to the virtual world, establishing itself as potency to constitute a potential space and the emergence of new processes of subjectivity
Disciplinas: Psicología
Palabras clave: Psicoanálisis,
Espacio potencial,
Identificación,
Ambientes virtuales,
Juego,
Internet,
Subjetivación
Texte intégral: Texto completo (Ver PDF)