O psicólogo nas Unidades Básicas de Saúde: relatos distantes do SUS



Título del documento: O psicólogo nas Unidades Básicas de Saúde: relatos distantes do SUS
Revue: Actualidades en psicología
Base de datos: CLASE
Número de sistema: 000453736
ISSN: 0258-6444
Autores: 1
2
2
2
Instituciones: 1Universidade de Sao Paulo, Faculdade de Medicina, Sao Paulo. Brasil
2Universidade Presbiteriana Mackenzie, Sao Paulo. Brasil
Año:
Volumen: 30
Número: 120
Paginación: 71-83
País: Costa Rica
Idioma: Portugués
Tipo de documento: Artículo
Enfoque: Analítico
Resumen en inglés The research aimed to understand concepts about health and the professional role between psychologists in daily Basic Health Units. Interviews were conducted with psychologists at the metropolitan region of São Paulo. We raised information about the professional trajectory, the daily work, the role of the psychologist, the concepts of health, theoretical orientations, beyond the expectations and challenges. The Content Analysis of the interviews points that the actions of psychologists are still guided by assumptions of clinical practice exercised in the scope of private practice. The data suggests that the professional identity is supported by clinical ideals and the practices are restricted to psychotherapy.However, the necessary changes for a performance in line with the principles of the Unified Health System (SUS) will only occur if the academic and professional spaces transform into democratic environments of intense critical reflection and of production of new knowledge
Resumen en portugués A pesquisa teve o objetivo de compreender as concepções acerca da saúde e do papel profissional entre psicólogos no cotidiano das Unidades Básicas de Saúde. Foram realizadas dez entrevistas com Psicólogos na região metropolitana da cidade de São Paulo. Levantaram-se informações sobre a trajetória profissional, o cotidiano de trabalho, o papel do psicólogo, as concepções de saúde, as orientações teóricas, além de expectativas e desafios. A Análise de Conteúdo das entrevistas aponta que as ações dos psicólogos são orientadas por pressupostos da prática clínica exercidas no âmbito do consultório particular. Os dados sugerem que a identidade profissional é sustentada pelos ideais clínicos e que as práticas são restritas à psicoterapia. As mudanças necessárias para uma atuação consonante com os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS), só ocorrerão se os espaços acadêmicos e profissionais se transformarem em ambientes democráticos de intensa reflexão crítica e de produção de novos saberes
Disciplinas: Psicología,
Medicina
Palabras clave: Psicología social,
Salud pública,
Sistema Unico de Saude (SUS),
Sociología del trabajo,
Práctica profesional,
Psicólogos,
Brasil
Texte intégral: Texto completo (Ver HTML)