Children with pulmonary atelectasis: clinical outcome and characterization of physical therapy



Título del documento: Children with pulmonary atelectasis: clinical outcome and characterization of physical therapy
Revue: Acta scientiarum. Health science
Base de datos: PERIÓDICA
Número de sistema: 000374219
ISSN: 1679-9291
Autores: 1
2
2
Instituciones: 1Universidade Estadual de Londrina, Hospital Universitario, Londrina, Parana. Brasil
2Universidade Estadual de Londrina, Departamento de Fisioterapia, Londrina, Parana. Brasil
Año:
Periodo: Jul-Dic
Volumen: 35
Número: 2
Paginación: 169-173
País: Brasil
Idioma: Inglés
Tipo de documento: Artículo
Enfoque: Analítico, descriptivo
Resumen en inglés Pulmonary atelectasis is described as a state of a given region of lung parenchyma collapsed and non-aerated. This study aimed to describe the characteristics and clinical outcome of children with atelectasis, assisted by physical therapy service. This is a case report whose information was collected from records of children hospitalized at the University Hospital of Londrina/HU, in 2009. Seventeen patients with pulmonary atelectasis were treated, aged from 11 days to 9 years old. At initial assessment, 8 (47%) children had no signs of difficulty breathing. The most used techniques were the re-expansion techniques used in all patients (100%), the clearance techniques were performed in 16 (94%) children, and the deflated techniques were used for only one child. The mean number of physical therapy sessions performed for the resolution of atelectasis was 4, ranging from 2 to 9. All 17 cases of atelectasis treated by physical therapy had rapid resolution. Outcome of children treated was satisfactory at short term with low number of physical therapy attendances
Resumen en portugués A atelectasia pulmonar é descrita como estado de determinada região do parênquima pulmonar colapsado e não-aerado. O objetivo do estudo foi descrever as características e a evolução clínica de crianças com atelectasia, atendidas no serviço de fisioterapia. O estudo foi do tipo relato de caso em série e a coleta de informações realizada em prontuários de crianças atendidas no ano de 2009 no Hospital Universitário de Londrina/HU. Foram atendidos 17 pacientes com atelectasia pulmonar, a idade variou de 11 dias de vida a nove anos. Na avaliação inicial, oito (47%) crianças não apresentavam sinais de esforço ventilatório. As técnicas mais utilizadas foram as re-expansivas, utilizadas em todos os pacientes (100%), já as desobstrutivas foram realizadas em 16 (94%) crianças e as técnicas desinsuflativas foram utilizadas em apenas uma criança. A média de sessões de fisioterapia realizadas para a resolução da atelectasia pulmonar foi de quatro atendimentos, variando de dois a nove. Todos os 17 casos de atelectasia atendidos pela fisioterapia tiveram resolução rápida. A evolução clínica das crianças atendidas com atelectasia pulmonar foi satisfatória em curto período de tempo e número reduzido de atendimentos fisioterapêuticos
Disciplinas: Medicina
Palabras clave: Neumología,
Pediatría,
Terapéutica,
Atelectasia,
Pulmones,
Niños,
Fisioterapia
Keyword: Medicine,
Pediatrics,
Pneumology,
Therapeutics,
Atelectasis,
Lungs,
Children,
Physical therapy
Texte intégral: Texto completo (Ver PDF)