O reduzido envolvimento social: implicações para o ajustamento psicossocial de crianças em contexto pré-escolar



Título del documento: O reduzido envolvimento social: implicações para o ajustamento psicossocial de crianças em contexto pré-escolar
Revista: Psicologia: Reflexao e critica
Base de datos: CLASE
Número de sistema: 000435034
ISSN: 0102-7972
Autors: 1
2
1
1
1
3
Institucions: 1Instituto Universitario de Ciencias Psicologicas, Sociais e da Vida, Lisboa. Portugal
2Instituto Universitario de Lisboa, Lisboa. Portugal
3Auburn University, Auburn, Alabama. Estados Unidos de América
Any:
Període: Ene-Mar
Volum: 28
Número: 1
Paginació: 186-193
País: Brasil
Idioma: Portugués
Tipo de documento: Artículo
Enfoque: Aplicado
Resumen en inglés O reduzido envolvimento social, aspeto central na definição da solidão social, foi analisado numa amostra de 337 crianças portuguesas (171 rapazes), com idades compreendidas entre os três e os cinco anos. Com base em metodologias de observação, realizadas em contexto de Jardim de infância, verificou-se que níveis reduzidos de envolvimento social estão negativamente associados a baixos níveis de competência social, de resiliência e de um elevado ego-controle. A aceitação pelos pares, o impacto e a preferência social, analisados com base nas medidas sociométricas, encontram-se, também, negativamente associados com os níveis de baixo envolvimento social. Os resultados refletem as dificuldades de ajustamento psicossocial destas crianças e enfatizam o seu potencial risco para o desenvolvimento saudável
Resumen en portugués O reduzido envolvimento social, aspeto central na definição da solidão social, foi analisado numa amostra de 337 crianças portuguesas (171 rapazes), com idades compreendidas entre os três e os cinco anos. Com base em metodologias de observação, realizadas em contexto de Jardim de infância, verificou-se que níveis reduzidos de envolvimento social estão negativamente associados a baixos níveis de competência social, de resiliência e de um elevado ego-controle. A aceitação pelos pares, o impacto e a preferência social, analisados com base nas medidas sociométricas, encontram-se, também, negativamente associados com os níveis de baixo envolvimento social. Os resultados refletem as dificuldades de ajustamento psicossocial destas crianças e enfatizam o seu potencial risco para o desenvolvimento saudável
Disciplines Psicología
Paraules clau: Psicología social,
Portugal,
Preescolares,
Solidaridad,
Involucramiento social,
Competencias sociales,
Resiliencia,
Ego,
Ajuste psicosocial
Text complet: Texto completo (Ver HTML)