Caminhos alternativos: a proposta dos cursos técnicos de agroecologia do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terrado paraná



Título del documento: Caminhos alternativos: a proposta dos cursos técnicos de agroecologia do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terrado paraná
Revista: Org & demo
Base de datos: CLASE
Número de sistema: 000470963
ISSN: 1519-0110
Autors: 1
Institucions: 1Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho", Programa de Pos-Graduacao em Educacao, Sao Paulo. Brasil
Any:
Període: Jul-Dic
Volum: 18
Número: 2
Paginació: 23-44
País: Brasil
Idioma: Portugués
Tipo de documento: Artículo
Enfoque: Descriptivo
Resumen en español Esse trabalho tem como objetivo refletir sobre a matriz agroecológica e analisar as bases teóricas metodológicas desenvolvidas nos Centros/Escolas de Agroecologia do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na construção dos cursos técnicos em agroecologia no Paraná (PR). Para proceder ao estudo, utilizou-se de referências bibliográficas e análise documental, tendo como objeto concreto os seguintes documentos: Projeto Metodológico (PROMET), Projeto Político Pedagógico (PPP), ementas de ensino e regimento interno do Centro/Escola José Gomes da Silva (EJGS) durante o curso de técnico em agroecologia integrado ao ensino médio Turma Revolucionários da Terra (2010-2013). O ensino técnico em agroecologia do MST no Paraná está fundamentado numa proposta política pedagógica específica, que coloca a agroecologia como construção coletiva com e pelos atores, abrindo a possibilidade de gerar organizações sócio-técnicas a partir das relações vivenciadas. A estrutura dos cursos tem como proposta o regime de alternância articulada por uma pedagogia específica que propõe a dialética entre o saber codificado e o saber tácito. Dessa forma, o ensino é desenvolvido articulado pela Pedagogia do Movimento, pedagogia socialista, pedagogia freireana, agroecologia e pelo materialismo histórico
Resumen en inglés This paper has as its objective the reflection on the agroecological matrix and analyze the methodological theoretical bases developed in the centers/Agroecology Schools of the Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) in the construction of Technical Courses in Agroecology in Paraná (PR). To conduct the study, we used bibliographical references and documentary analysis, aiming the following documents: methodological design (PROMET), Pedagogic Political Project (PPP), school modules and internal regulations of the Center/School José Gomes da Silva (EJGS) during the technical integrated to high school course in agro-ecology, the Earth Revolutionaries Class (2010-2013). The technical education in agroecology of the MST in Paraná is based on a specific pedagogical policy proposal that puts agroecology as a collective construction with and by its actors, opening the possibility of generating sociotechnical from experienced relations organizations. The structure of the courses has as its proposal the articulated alternation scheme with a specific pedagogy that proposes the dialectic between codified knowledge and tacit knowledge. Thus, teaching is developed articulated by the Movement Pedagogy, socialist pedagogy, Freire’s pedagogy, agroecology and the historical materialism
Disciplines Educación
Paraules clau: Pedagogía,
Historia y filosofía de la educación,
Educación técnica,
Agroecología,
Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST),
Pedagogía social,
Materialismo histórico,
Paraná,
Brasil
Text complet: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/orgdemo/article/view/7583