A produção social dos espaços de coletivos de trabalho: A precedência da reprodução sobre a produção



Título del documento: A produção social dos espaços de coletivos de trabalho: A precedência da reprodução sobre a produção
Revista: Org & demo
Base de datos: CLASE
Número de sistema: 000478104
ISSN: 1519-0110
Autors: 1
Institucions: 1Pontificia Universidade Catolica de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais. Brasil
Any:
Període: Ene-Jun
Volum: 18
Número: 1
Paginació: 7-36
País: Brasil
Idioma: Portugués
Tipo de documento: Artículo
Enfoque: Analítico
Resumen en inglés This article presents the case studies on the social production of space in four associated work groups, located in Minas Gerais, collective artisans, selectors, embroiderers and seamstresses. The field research was conducted from July 2012 to June 2013, when applied 23 interviews in narrative, with the presidents of the associations and their members. Describe aspects of the social production of space, as controlling the use from the earth, the relations of ownership and property, conflicts traded in group and by group and decision-making processes. The emphasis is on reproduction process used by collective for the production space, understandding reproduction that the scope above the production. The goal is to identify standards in the sphere of reproduction, ensuring the social metabolic reproduction conditions of the human species, this is, identify traits of an autonomous production of space. The analysis of autonomy traits the production of space for collective indicate the construction of the first order mediations between man and nature and consequently possibilities for free development of human potentials
Resumen en portugués Este artigo apresenta os estudos de caso sobre a produção social do espaço de quatro grupos de trabalho associado, localizados em Minas Gerais, os coletivos artesãos, triadoras, bordadeiras e costureiras. A pesquisa de campo foi realizada no período de julho de 2012 a junho de 2013, quando foram aplicadas 23 entrevistas em narrativa, com os presidentes das associações e seus membros. Descrevo aspectos relativos à produção social do espaço, como o controle do uso da terra, as relações de posse e propriedade, os conflitos negociados no e pelo grupo e os processos de decisão. A ênfase é nos processos de reprodução empregados pelos coletivos para a produção do espaço, compreendendo reprodução a esfera que precede a produção. O objetivo é identificar normas na esfera da reprodução que asseguram as condições de reprodução sociometabólica da espécie humana, isto é, identificar traços de uma produção autônoma do espaço. A análise de traços de autonomia na produção do espaço pelos coletivos indica a construção de mediações de primeira ordem entre o homem e a natureza e, consequentemente, possibilidades de livre desenvolvimento de potencialidades humanas
Disciplines Sociología
Paraules clau: Sociología del trabajo,
Brasil,
Capitalismo,
Colectivos de trabajo,
Espacio,
División del trabajo,
Propiedad privada,
Reproducción
Text complet: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/orgdemo/issue/view/439