Por uma outra forma de (re)pensar as Relações Internacionais: hegemonia e criação de consenso



Título del documento: Por uma outra forma de (re)pensar as Relações Internacionais: hegemonia e criação de consenso
Revue: Conjuntura austral
Base de datos: CLASE
Número de sistema: 000503991
ISSN: 2178-8839
Autores: 1
2
Instituciones: 1Universidade Federal de Santa Catarina, Florianopolis, Santa Catarina. Brasil
2Universidade Federal de Uberlandia, Uberlandia, Minas Gerais. Brasil
Año:
Periodo: Oct-Dic
Volumen: 11
Número: 56
Paginación: 109-121
País: Brasil
Idioma: Portugués
Tipo de documento: Artículo
Enfoque: Analítico, descriptivo
Resumen en inglés This work is a theoretical effort that aims to contribute to rethinking IR from sociological and neogramscian lenses focusing on the United States hegemonic role in Latin America through consensus practices. This study presents the strategies of internationalization by an economic and dominant social class promoting the US capitalist system using, for that, institutions and individuals part of a certain economic and dominant class. To do so, we analyze the role that the National Endowment for Democracy and Atlas Network have been developing in Latin America while vehicles for a strategy of US hegemonic maintenance. As a result, we find an intrinsic relationship between these institutes and the State Department as well as between Latin American and US institutes and when delivering and naturalizing the neoliberal ideal. More than just presenting the ties between two dominant fractions and their efforts on promoting a neoliberal agenda, this study incite us to reflect upon practices and concepts relatively marginalized in International Relations such as hegemony, consensus building and the role of ideologies such as neoliberalism that maintain the dominant economic structure
Resumen en portugués Esse trabalho busca repensar as Relações Internacionais a partir de lentes sociológicas e neogramscianas levando em conta o papel da hegemonia estadunidense no âmbito latino americano através de práticas de consenso. Esse estudo apresenta estratégias de internacionalização de uma classe dominante na promoção do modelo capitalista neoliberal estadunidense utilizando-se de instituições e de indivíduos pertencentes a essa mesma classe. Para isso, se analisa o papel que o National Endowment for Democracy e a Atlas Network vem desempenhando na América Latina enquanto veículos de estratégia para manutenção da hegemonia estadunidense. Como resultado, encontramos uma relação de proximidade entre esses institutos e o Departamento de Estado além de uma relação de simbiose entre os institutos latino-americanos e os estadunidenses na divulgação e naturalização do ideário neoliberal. Mais do que apresentar o laço entre duas camadas dominantes e seus esforços na promoção de uma agenda neoliberal, esse estudo nos incita a refletir acerca de práticas e conceitos relativamente marginalizados nas Relações Internacionais como hegemonia, formação de consenso e o papel de ideologias como o neoliberalismo na manutenção da estrutura econômica dominante
Disciplinas: Relaciones internacionales
Palabras clave: Política internacional,
América Latina,
Estados Unidos de América,
Hegemonía,
Consenso
Texte intégral: https://seer.ufrgs.br/ConjunturaAustral/article/view/105342/59165