Administrando o imensuravel: uma critica as organizacoes academicas



Título del documento: Administrando o imensuravel: uma critica as organizacoes academicas
Revue: Cadernos EBAPE.BR
Base de datos: CLASE
Número de sistema: 000409300
ISSN: 1679-3951
Autores: 1
2
Instituciones: 1Pontificia Universidade Catolica do Parana, Programa de Pos-Graduacao em Administracao, Curitiba, Parana. Brasil
2Pontificia Universidade Catolica do Parana, Curitiba, Parana. Brasil
Año:
Periodo: Ene-Mar
Volumen: 13
Número: 1
Paginación: 40-51
País: Brasil
Idioma: Portugués
Tipo de documento: Artículo
Enfoque: Descriptivo, crítico
Resumen en inglés This theoretical essay focuses on them es concerning the administration of universities. The essayists think through the university administrator’s role, offering some criticism on the use of business models that do not observe the characteristics and complexity of academic organizations. On th e one hand, the authors criticize the use of rational managerial approaches with an excessive focus on effectiveness and measurable elements, disregarding principles and values that are crucial to the nature of academic organizations. On the other hand, th e authors highlight the absence of ready - made administrative models and theories, which meet the specificities of these organizations. The essayists remind that the theory of university administration is still under development, it is based on scientific s tudies and the analysis of good practices observed in Higher Education institutions. The authors conclude that there is a need for adopting a managerial practice that favors various dimensions with an objective nature and, especially, with a subjective nat ure, which are known to be difficult to measure and included into the essence of academic work. The adoption of such practices requires administrators who are able to combine technique and art, rationality and intuition
Resumen en portugués Este ensaio teórico focaliza temas concernentes à administr aç ão das universidades. Os ensaístas refletem sobre o papel do administrador universitário, oferecendo críticas à utilização de modelos empresariais que não observam as características e complexidade das organizações acadêmicas. De um lado, os autores crit icam a utilização de abordagens gerenciais racionais com excessivo foco na eficiência e em elementos mensuráveis, desconsiderando princípios e valores essenciais à natureza das organizações acadêmicas. Por outro lado, destaca - se a inexistência de modelos e teorias administrativas prontas, que atendam às especificidades dessas organizações. Os ensaístas lembram que a teoria da administraç ão universitária ainda está em formação, com base em estudos científicos e na análise de boas práticas observadas em insti tuições de E nsin o Superior. Conclui - se que há necessidade de adoção de uma prática gerencial que privilegie diversas dimensões de caráter objetivo e, principalmente, de caráter subjetivo, notoriamente de difícil mensuração e que integram a essência do trab alho acadêmico. A adoção de tais práticas exige administradores capazes de integrar técnica e arte, racionalidade e intuição
Disciplinas: Educación,
Administración y contaduría
Palabras clave: Administración de instituciones,
Administración de la educación,
Educación superior,
Desempeño académico,
Evaluación del desempeño,
Universidades
Texte intégral: Texto completo (Ver HTML)