Ansiedade ao tratamento odontologico: perfil de um grupo de adultos em situacao nao clinica



Título del documento: Ansiedade ao tratamento odontologico: perfil de um grupo de adultos em situacao nao clinica
Revue: Arquivos de ciencias da saude da UNIPAR
Base de datos: PERIÓDICA
Número de sistema: 000418483
ISSN: 1415-076X
Autores: 1
1
1
Instituciones: 1Universidade do Vale do Itajai, Itajai, Santa Catarina. Brasil
Año:
Periodo: Sep-Dic
Volumen: 19
Número: 3
Paginación: 165-170
País: Brasil
Idioma: Portugués
Tipo de documento: Estadística o encuesta
Enfoque: Descriptivo
Resumen en inglés The objective of this research was to characterize a group of adults in a non-clinical situation in terms of their level of anxiety during dental treatment. This is a descriptive, cross-sectional study using a survey of primary data. The target population consists of adult subjects, encountered in public spaces at the downtown area of a town in the State of Santa Catarina (Brazil). It used a non-probability sampling collected by convenience. Data were collected using a questionnaire based on the Dental Anxiety Scale (DAS). The sample consisted of 305 subjects (56% female and 44% male). Ages ranged from 18 to 65 years. The percentage of women with anxiety was 78% and of men, 58%. Most of the subjects (62.1%) who revealed no anxiety were aged between 18 and 34 years. Shorter intervals between visits to the dental clinic were mentioned by 75.3% of subjects; treatment procedures were the reasons most frequently mentioned for the last visit to the dental clinic. The factor that most triggered anxiety was the equipment used in the treatment. A longer interval between the last visit and the next one due to pain was the most frequently reason mentioned as a cause of exacerbated anxiety level. It was concluded that the sample was classified as having low anxiety; women showed more anxiety than men; most of the subjects in the group who did not suffer anxiety were younger; and the lower the frequency of preventative visits, the higher the level of anxiety
Resumen en portugués O objetivo da pesquisa foi caracterizar um grupo de adultos, em situação não clínica, quanto à ansiedade ao tratamento odontológico. A pesquisa descritiva, do tipo transversal, ocorreu mediante levantamento de dados primários. A população-alvo foi constituída por sujeitos adultos que se encontravam em espaços públicos, no perímetro central de uma cidade de Santa Catarina (Brasil). O plano amostral foi não probabilístico e a obtenção da amostra deu-se por conveniência. O instrumento de coleta de dados foi um questionário elaborado com base na Dental Anxiety Scale (DAS). A amostra foi composta por 304 pessoas (56% do gênero feminino e 44% do masculino). As idades variaram de 18 a 65 anos. O percentual de mulheres com ansiedade foi de 78% e o de homens foi 58%. A maioria (62,1%) dos sujeitos sem ansiedade tinha entre 18 a 34 anos. A consulta em menores intervalos de tempo foi citada por 75,3%; os procedimentos curativos foram os mais citados (57,4%) como motivo da última consulta. Os fatores desencadeadores de ansiedade foram os instrumentos relacionados às intervenções curativas. O maior intervalo de tempo para efetivação da consulta e a consulta em decorrência de dor foram mais frequentes no grau exacerbado. Concluiu-se que a amostra se classificou como portadora de baixo grau de ansiedade; as mulheres demonstraram ser mais ansiosas do que os homens; a maioria do grupo sem ansiedade estava entre os mais jovens; e a frequência da consulta preventiva decresceu à medida que aumentava o grau de ansiedade
Disciplinas: Medicina
Palabras clave: Odontología,
Ansiedad,
Tratamiento odontológico,
Salud bucal,
Adultos,
Médico-paciente
Keyword: Dentistry,
Anxiety,
Odontologic treatment,
Oral health,
Adults,
Physician-patient
Texte intégral: Texto completo (Ver HTML)