Movimentos de mudança política na América do Sul contemporânea



Document title: Movimentos de mudança política na América do Sul contemporânea
Journal: Revista de sociologia e politica
Database: CLASE
System number: 000319668
ISSN: 0104-4478
Authors: 1
Institutions: 1Instituto Universitario de Pesquisas do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. Brasil
Year:
Season: Nov
Number: 27
Pages: 107-123
Country: Brasil
Language: Portugués
Document type: Artículo
Approach: Analítico
English abstract Since the last decades of the twentieth century, South América has been undergoing deep political and economic changes that have moved the continent in a more democratic and liberal direction. Nonetheless, processes of political democratization and economic liberalization have not converged spontaneously within the region. On the contrary, these two structural processes have demonstrated considerable incompatibility. In answer to the neo-liberal agenda that was hegemonic throughout the 1990s, new leaders and governments have emerged at the turn of the century with more nationalist tendencies and tending toward the left of the political spectrum. Yet the heterogeneity of these movements contrasts sharply with the uniformity that prevailed in the immediately preceding decade. This article attempts to provide a brief description and explanation of these South American movements and counter-movements. The basic argument is that the rise of new leaders to power is nothing more than the plural way in which these societies have attempted to react, through the vote, to this contradiction of their times. The article provides a brief discussion of the rise and fall of neo-liberalism within the region and the limits of the nationalism that then emerges, as well as of the populist turn taken by peripheral institutionalism. It concludes by suggesting that the conventional analytical division between institutionalism and populism, or between neo-liberalism and anachronic nationalist models, will not take theoretical debate nor the practice of democracy very far. In truth, the contradictions of recent decades are promoting the re-definition of politics in South América, for the new century, in ways previously unseen and whose final results cannot be foretold
Portuguese abstract Desde as últimas décadas do século XX, a América do Sul passa por profundas mudanças políticas e econômicas que a tornaram mais democrática e liberal. Contudo, os processos de democratização política e liberalização econômica não convergiram espontaneamente na região. Ao contrário, esses dois processos estruturais apresentaram grandes incompatibilidades. Em resposta à agenda neoliberal, hegemônica durante os anos 1990, novos líderes e governos surgiram na virada de século com tendências mais nacionalistas e à esquerda do espectro político, porém marcando um movimento muito mais heterogêneo em comparação com a uniformidade observada na década imediatamente anterior. O artigo predispõe-se a descrever e explicar brevemente esses movimentos e contra-movimentos sul-americanos com o argumento de que a ascensão de novas lideranças ao poder nada mais é do que uma maneira plural de as sociedades tentarem reagir, pelo voto, a essa contradição de sua época. O artigo realiza uma breve discussão sobre a elevação e a queda do neoliberalismo na região, os limites do nacionalismo que passa então a emergir e os desdobramentos populistas do institucionalismo periférico. O artigo conclui sugerindo que a divisão analítica convencional na área entre institucionalismo e populismo, ou entre neoliberalismo e modelos nacionalistas anacrônicos, não deve levar o debate teórico nem as democracias na prática para muito longe. Na realidade, as contradições vividas nas últimas décadas estão redefinindo a política na América do Sul, para o novo século, de uma forma inédita e cujo resultado final é imprevisível
Disciplines: Ciencia política
Keyword: Gobierno,
Cambio político,
América del Sur,
Democracia,
Neoliberalismo,
Populismo,
Nacionalismo,
Estabilidad política,
Institucionalismo,
Líderes políticos
Full text: Texto completo (Ver HTML)